Sons Improváveis

Oi gente,

No post do hoje eu queria compartilhar algo que eu trouxe no insta e achei bem legal.

No caso é uma dica legal para desapegar sobre “sotaque” em francês

Quando eu comecei a falar bem em francês, o próximo passo que eu queria dar era “melhorar o sotaque”. Eu passei muito tempo prestando atenção DEMAIS em como as pessoas falavam para ir melhorando a minha pronúncia, o que ajudou muito, mas de deixava bastante frustrado.

Em um churrasco muitos anos atrás, perguntei para uma amiga minha fonoaudióloga como eu podia fazer para melhorar mais ainda. A resposta dela me surpreendeu e, na hora, me deixou bem triste. Apesar de na hora eu me sentir péssimo e não saber o que fazer com essa informação, hoje eu sei que ela permite desapegar um pouco quando não está dando certo.

A informação era : alguns sons eu realmente não iria jamais conseguir copiar 100% simplesmente porque depois dos 14 anos o aparelho fonador para de se desenvolver. Pronto, não tem volta, acabou.

E o ponto, uma vez que já estamos num nível em que o que falamos é compreensível é : Nem sempre vamos conseguir fazer 100% o mesmo som, mas não tem problema nenhum ! Mesmo entre os franceses as diferenças de região para região fazem que um som um pouco diferente seja charmoso e não necessariamente errado.

Infelizmente, nosso aparelho fonador para de aprender novos sons bastante cedo (14 anos).

E o que isso quer dizer ?

Que alguns sons simplesmente não vão sair.

E outros não vamos conseguir ouvir.

Atenção : Isso não é para ser uma desculpa para não fazer esforço, mas uma ajuda para quem anda frustrado com as dificuldades da língua francesa.

Os sons que eu chamo de “HÔ por exemplo, a gente consegue muitas vezes até se aproximar, mas é muito difícil e a gente não escuta lá muita diferença. Essa família contém palavras como VIN VINGT VENT e VAIN, JULIEN e JULIAN, AMPERE e IMPAIRE, CINQ, CENT et CINQ-CENTS e muitas outras que não vemos diferença nenhuma.

O GRUPO “HÔ tem muitas palavras :

  • VIN, VENT, VINGT, Vain
  • cinq CENT SEINS SANG SAIN
  • AMPERE Impaire
  • Julien e JuliAN (essa é só pros fortes!)

O problema não é com você, é com eles.

Os sons OUi e UI também são problemáticos para brasileiros.

Já LOUISE e LUÏSE a gente escuta, escuta, ,escuta e não ouve naaaada de diferente. Eu literalmente vi essa cena semana passada num bar entre uma francesa e um outro brasileiro.

Louise e LuÏse tem sons ‘muito diferentes’ para um francês mas é preciso um esforço sobre-humano para um brasileiro ouvir de verdade.

A parte mais legal é : eles estavam super felizes de discutir sobre isso e ninguém estava sofrendo por não estar falando igual o áudio do livro. Super comunicando e vivendo o multiculturalismo.

Então a dica é : se esforce e tente falar e ouvir todos os sons sem medo, mas sem sofrer quando não der. Depois a gente tenta de novo até que uma hora a gente chega lá (ou quase lá muito perto mas não 100% afinal seu corpo humano não colabora)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: