Música em Francês – Stacey Kent

Como eu já disse aqui no blog, muito do meu gosto por música em francês não é realmente da França. Mas dessa vez eu fui longe demais e vou falar de uma cantora que é americana.

Bem herege para um post que é publicado na Fête de la Musique, mas é por uma boa razão. Afinal ela é a mistura da língua francesa com uma musicalidade mais tropical e inspirada na Bossa Nova.

 

Eu acabei tendo que fazer mais de um playlist para este post :

  1. Uma playlist só com as músicas da Stacey Kent, tanto as traduções quanto as que são originais
  2. Uma playlist só com as versões da Stacey Kent das músicas de MPB que eu cito no post
  3. Uma playlist com as versões dela seguidas das músicas interpretadas pelo vocal original

Para quem já conhece MPB indico mais a playlist 2 para acompanhar o post, e para quem não conhece muito pode ser melhor ouvir a 3 para ter um comparativo mais legal.

Stacey Kent

A wikipédia em inglês descreve ela como “uma cantora de jazz americana que canta frequentemente em francês” e é bem frequente isso aí mesmo. Ela é casada com um saxofonista e mora na Inglaterra.

Eu conheci ela por conta de uma longa conversa com franceses sobre música brasileira, onde eu queria explicar que não, Michel Télo não é a única música brasileira de exportação, e que o que chamamos de “Música Popular Brasileira”, ou MPB, não é necessariamente o que mais vende fora do país…

Com exceção, talvez, da Bossa Nova. E, quando cheguei nisso comecei a listar alguns dos meus preferidos, e chegamos rapidamente naquele album clássico Elis & Tom

Daí eu tiva a maravilhosa idéia de explicar o conceito das Águas de Março e não conseguia de jeito nenhum traduzir a beleza disso em francês.

No dia seguinte eu não me aguentei e fui ver se achava uma versão em francês e, para minha surpresa, tinha mas não era um artista francês que tinha feito. Mas pouco me importa se eu consigo usar a versão para dar uma idéia da magia da envolvida na construção da canção.

A versão da música não é uma tradução direta, é bem livre, mas mantendo a idéia do fluxo de pensamento da versão original.

 

A partir disso eu comecei a ouvir todo o álbum Raconte-moi, e como o estilo é muito bom para música ambiente eu uso para ler ou ficar de boa em casa. Para quem curte e quer compartilhar sua paixão por MPB com amigos não lusófonos, fica uma dica para apresentar esse mundo através da língua deles (ou pelo menos em inglês).

Para quem se interessou, além de pelo menos umas 5 versões de Águas de Março eu prometo que tem outras músicas na playlist!

Ela também canta clássicos franceses – como Ces Petits Riens e La Saison des Pluies, de Gainsbourg, e Jardin d’Hiver de Henri Salvador, que estão na playlist – além de claro várias versões em inglês de clássicos da Bossa Nova. É um estilo muito gostoso de ouvir, deixa qualquer sala numa paz de viver que dá gosto.

Tem outras músicas que eu pessoalmente não conhecia, então não sei garantir se ela é a primeira vocal a gravar ou não, mas que são ótimas, como Désuets e Raconte-moi.

Eu fiz uma listinha das músicas para ajudar a acompanhar a playlist de comparação e dar aquela lembrada naquela que “está na ponta da língua”

Versões de MPB

  • Les eaux de mars e Waters of March(Águas de Março em francês e inglês respectivamente)
  • Photograph (Fotografia, em inglês)
  • Quiet Nights of Quiet Stars (Corcovado em inglês)
  • Samba Saravah (Samba da Benção em francês)
  • This Happy Madness (Estrada Branca em inglês)
  • One Note Samba (Samba de uma nota só, em inglês)
  • O Barquinho (mesmo título, cantada em português – a única da lista!)
  • How Insensitive (Insensatez em inglês)
  • O Bêbado E A Equilibrista/Smile (versão instrumental apenas da música de mesmo título)
  • Like A Lover (O Cantador, de Dori Caymmi)

Acho que deu para entender né?

Cabe dizer aqui que sim, eu vi o Tom Jobim cantando em inglês Águas de Março – e é incrível

(tá na playlist também). Mas eu queria uma versão que fosse em francês, afinal eles não são todos fluentes em inglês aqui.

 

Durante a pesquisa pro post eu cai numa versão mais recente das Águas de Março, no álbum Coleção da Marisa Monte, que álias é um presente aos ouvidos!

Se usarem para apresentar para alguém me avisem nos comentários ou lá no Twitter! Eu super quero saber se alguém tiver outra dica ou idéia de artista legal para comentar aqui na seção de música do blog!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: