Coisas que os franceses fazem no verão

 

 

Fala galera!

 

Os franceses tem várias tradições e costumes, para tudo. Alguns deles são bem estruturados e se transformam em cultura padrão, com estudos e gente até brigando por qual a forma correta.

Que jogue a primeira pedra quem nunca viveu um momento biscoito x bolacha…

 

Outras tradições são apenas reflexos, pequenas coisas que acontecem sem muita organização ou programação, apenas porquê, de uma hora para a outra (e por sinal em um momento preciso do ano em que a temperatura ultrapassa 20ºC) TODAS AS PESSOAS do país inteiro decidem sentar na grama em todas as praças do país.

É incrível como basta a temperatura subir para a cidade mudar de cara, as pessoas ficarem até mais sorridentes e resolverem fazer de tudo.

Ontem mesmo surgiu um grupo de ukulelê no meio do nada, para tocar na guinguette  em que estávamos.

 

View this post on Instagram

#ginguette #leheroncarre

A post shared by Lemoulant armelle (@armellelem) on

 

Para comemorar a chegada do tempo bom, resolvi listar algumas das coisas que os franceses decidem simultaneamente fazer no país inteiro sem combinar…

 

1 Ocupar qualquer gramado possível

No verão nenhum jardim será poupado. Como já comecei a explicar ali em cima, basta estar um solzinho que qualquer pedaço de chão mais verdinho eles já tomam.

Os “pic-nics” no almoço são um padrão para quem tem um parque perto. Fique claro que não é aquela fartura de pic-nic a maior parte do tempo.

Para quem trabalha, pode ser simplesmente pegar um sanduíche ou uma saladinha e comer na primeira graminha que estiver perto do escritório mesmo.

No trabalho, dá para saber quando os franceses consideram que já é verão porque eles comentam na segunda-feira de manhã : “este fim de semana comi na varanda”. Ou então “assamos uma carne na churrasqueira já que estava com o tempo bom” (mesmo fazendo 17 graus).

O importante é não perder nem um dia de sol. Existe um certo senso de urgência na cabeça das pessoas para aproveitar do verão como se cada dia fosse o último dia de sol da face da terra.

 

2 Guinguettes, Terrasses e Apéro

Outro padrão é o surgimento ou reabertura de bares na beira da praia ou do rio, que eles chamam de “guinguettes”. Em geral esse nome faz pensar em ambientes mais rústicos, barraquinhas de madeira com cadeiras e mesinhas simples no gramado.

O par perfeito dessas guinguettes são os “terrasses”, ou a famosa mesinha na rua. Quem não tem um espaço diferentoso e bonito na frente do rio coloca umas cadeiras no meio da rua e é isso aí, os franceses usam e gostam do mesmo jeito, afinal o importante é estar no sol. Vide item 1.

Uma coisa que não pode faltar no verão dos franceses é sair com os amigos para o tão esperado apéro. Em português a gente diria um happy hour mesmo. Sabe aquele dia que sextou? Aqui eles saem e vão pro apéro.

Com amigos de trabalho ou com aquele pessoal que você não vê faz tempo, os franceses adoram se juntar para tomar uma coisinha e beliscar antes do jantar. Sem ilusões, essse petisco é em geral queijo e charcutaria, a tecnologia da coxinha e das porções não chegou aqui ainda.

 

3 Música e festivais

Apesar de haver vida cultural ao longo de todo ano, é entre a primavera e o verão que as cidades “bombam”. Até mesmo cidades menores buscam trazer grupos para atrair turistas e o público da cidade em geral.

É festival de Jazz de um lado, dis dos esportes do outro, música independente e folk, grupo de dança se apresentando na praça, e outras variações, com o ponto culminante da Fête de la Musique, no dia 21 de Junho, que é o mais próximo do carnaval que a  França consegue chegar.

Para quem ficou com vontade e quiser saber mais sobre os festivais, uma dica é o site LeGuidedesFestivals, onde dá para pesquisar por data ou por região.

Também não deixe de dar uma olhada no post sobre a Fête de la Musique para saber um pouco mais (e programar sua viagem para cair certinho nesse dia!)

4 Pernas de fora

Após meses se escondendo em camadas e mais camadas de roupa de frio, com a chegada do calor a moda da vez nunca muda, e é colocar as pernas para fora.

Saias e vestidos, shorts e bermudas parecem até mesmo virar o uniforme oficial, quem sai de casa de calça é que parece estranho!

 

View this post on Instagram

Dimanche, la jolie Valérie a tenté l'expérience du shooting photo pour la première fois. La voici, rayonnante, dans sa tenue toute fraîche et estivale 💕 La blouse fleurie *Madge* est disponible uniquement chez @unik_fougeres Jupe *Rosette* en viscose Oeko-tex disponible en avant-première sur la-morue.com _______ Photographe : @mrm.studio . . . #lamorue #belleaunaturel #biendansmesfringues #onveutduvrai #soisbelleenmorue #blouse #fleurs #jupe #glasses #shorthair #bicyclette #rennesmaville #rennes #rueduchapitre #rouge #slowfashion #modefemme #moderennes #senior #shootingmode #photomode #photography #creationfrancaise #fabricationfrancaise #lifestyle #happy #smile #boutiquedecreateurs #boutiquechouette #velo

A post shared by La Morue (@_la_morue_) on

5 Petanca e outros jogos ao ar livre

Enquanto brasileiro de cidade média, nunca entendi o objetivo disso, mas se tem algo que aparece em qualquer lugar quando o tempo está melhor e um solzinho sai é o pessoal jogando petanca.

Apesar de eles também jogarem outras coisas como Palet Breton e o Möllki, a petanca é o jogo de ar livre que mais me intriga pois eu não consigo de jeito nenhum entender a graça de jogar as bolas de metal para ficar perto da bolinha de gude colorida.

Por mais que o menino que mora comigo tente me explicar e jogue todo dia, eu não consigo por nada ver a graça disso, mas eu com certeza estou errado pois em qualquer praça que eu vá sempre está lá uma dupla (ou mais pessoas, claro) atirando as bolas de metal e conversando.

View this post on Instagram

Dunderdagsmitters ip ne moandag jawadde #petanque

A post shared by Joan Vander Beken (@joanvanderbeken) on

Também se vê bastante gente jogando cartas nos parques, ou até mesmo o Loups Garoux de Thiercelieux, mas a impressão que dá é que os franceses gostam muito de jogos um pouco mais físicos para aproveitar nessa época.

Ultimamente eu também tenho visto slackline, mas

é raro ver por exemplo uma pelada de futebol ou um jogo de taco meio improvisado.

E o que mais?

Para a pesquisa deste post eu utilisei uma metodologia estatística de alta precisão chamada “perguntei para as pessoas que moram comigo” o que não pode faltar no verão. O resultado é, além dos pontos que eu falei acima:

  • Sorvete
  • Olhar as estrelas
  • Churrasco!
  • Óculos de sol
  • Saldões de verão
  • Fogos de artifício (em geral tem no 14 de julho e nas festas das cidades de praia)
  • Frutas e legumes de estação
  • Quermesses de escola
  • Fazer novos amigos
  • Ninguém trabalha!
  • Aproveitar para visitar Paris pois está mais vazio com todos de férias
  • Abandonar o seu bichinho (uma triste realidade, acho que vou falar mais disso no futuro)

 

E aí, qual dos itens da lista você vai fazer primeiro? Eu já comecei indo numa guinguettes duas vezes para garantir a sorte pro verão inteiro!

Se tiver alguma idéia, algo que te chamou a atenção  durante sua estadia na França e que você acha que deveria estar na lista, deixe um comentário ou dá um oi no Twitter

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: