Férias no Brasil – Organizando com foco e intenção

Fala galera!

Apesar de todos os posts cheios de assuntos natalinos e fotos de neve, eu passei o Natal no Brasil este ano. Voltei para a França esse fim de semana, e aproveitei um momento livre para descrever um pouco da experiência de voltar de férias para o Brasil após algum tempo morando fora.

Não é a primeira vez que eu volto para o país enquanto moro fora – na primeira vez que morei na França eu já fiz isso, duas vezes. Até onde me lembro, nenhum registro muito claro disso existe, e eu acho que amadureci bastante desde então, sendo que tive algumas reflexões que foram importantes para mim antes e durante a viagem.

Decidi começar a contar minhas férias no Brasil com duas dessas reflexões. Vamos lá?

Ser mais focado nas intenções nos faz aproveitar mais

Apesar de sempre ter sido muito organizado, desde que eu comecei a usar o Trello e entrei no buraco negro da produtividade, mindfulness, intenção e afins, passei a além de ter uma mente organizada, ter um cérebro externo que me permite ter mais clareza do que é necessário e do que é supérfluo para mim.

Assim sendo, eu comecei a preparar a viagem bastante tempo antes, e fui anotando ao longo dos meses todas as minhas idéias e vontades, tudo em um único quadro.

Além de me permitir não ser afogado no meio de tantas informações e possibilidades, eu sinto que tenho mais facilidade para me concentrar no que realmente é importante, por não ter que me preocupar tanto com os detalhes de “tudo o que eu quero fazer”, pois já estão lá escritos.

E eu ainda evito que meu cérebro me engane e me diga que eu PRECISO fazer aquela coisa que na verdade nem me agrega tanto, e que eu nem sinto falta na verdade.

Para dar um exemplo alimentar, eu facilmente pude evitar de chegar no aeroporto e comer um pão de queijo tristinho, sendo que na verdade eu queria muito é comer uma coxinha com catupiry. É um exemplo meio besta, mas saber exatamente o que eu queria me trouxe não apenas uma apreciação maior no momento, mas também me trouxe um prazer de antecipação com algo bem específico.

Para me ajudar, eu fiz um quadro no Trello, onde eu fui aos poucos adicionando tudo o que vinha à mente.

trllo_img.JPG

Tudo no mesmo lugar, para me ajudar a escolher o que era ou não prioridade na hora de me organizar.

Eu também aproveitei para convidar amigos a participar. Até que tive um pouco de adesão, e um casal de amigos pode viajar com minha família por ter visto onde a gente ia na plataforma!

t/sdcard/DCIM/100GOPRO/GOPR0042

Esse tipo de exercício também vale muito para qualquer viagem, evento… Seguindo as dicas de um podcast , eu fiz uma lista das minhas intenções para as festas de fim de ano, e pessoalmente achei que consegui aproveitar de um modo muito mais consciente certas coisas que talvez eu não desse tanta atenção antes.

 

O Change ma Vie (em francês) é um podcast que eu tenho gostado bastante, ela traz reflexões e “ferramentas” para abordar a vida com outro olhar.

View this post on Instagram

Nouvel épisode du podcast Change ma vie aujourd'hui ! 💫⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Alerte ! Les fêtes arrivent ! Cette semaine, on regarde ensemble les problématiques les plus communes autour de cette période particulière, et comment l'aborder avec plus de fluidité et de sérénité.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ 82ème épisode : Comment aborder les fêtes (1ère partie)⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ http://changemavie.com/lesfete1⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ~~~⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Cet épisode est réalisé avec le soutien d'Audible.fr, le service de distribution spécialisé dans les contenus audio parlés.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Aux auditeurs et auditrices de Change ma vie qui s'inscrivent dès aujourd'hui pour l'offre d'essai gratuite, Audible.fr offre en bonus le programme exclusif de méditation pour les enfants "Pieds sur terre et tête en l'air".⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Il suffit d'entrer le code CHANGE sur la page https://audible.fr/cadeau (Offre limitée aux 100 premières demandes.)⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ~~~⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Et si le podcast vous plaît, n'hésitez pas à laisser votre avis sur iTunes ( http://cnz.to/itunes ), c'est le meilleur moyen de m'apporter votre soutien ! 💕⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ #podcast #podcastfrancais #changemavie #inspiration #allermieux #sesentirbien #bonheur #positivite #developpementpersonnel #pleineconscience #serenite #frenchpodcast

A post shared by Change ma vie : Le podcast (@ouichangemavie) on

 

Tomar tempo para mim não é a mesma coisa que privar os outros de minha presença

Na minha família todos valorizam muito a presença e proximidade física. A minha irmã por exemplo adora ficar colada em mim, me seguir e até mesmo para ficar a toa vendo o facebook ela prefere ficar sentada no mesmo sofá que eu, mesmo num calor de 40ºC.

Nesse contexto familiar, se isolar e tomar um tempo sempre foi sinônimo de que algo não está bem. Frases como

“Porquê você não está se divertindo com seus primos?”

Ou então

“Você tá triste? Você está se isolando tanto”

São típicas, mesmo quando não tem nem 5 minutos que você está tomando um ar.

Eu, por outro lado, apesar de gostar de alguma proximidade, preciso de bastante tempo comigo mesmo, para refletir, dar um check-up no que eu estou sentindo e até mesmo para me repousar de toda a loucura que são as festas de fim de ano (e festas em geral).

Não que eu não goste, pelo contrário.

Mas as festas de fim de ano são em geral uma maratona de encontros familiares que duram horas e mais horas, com poucas pausas para dormir. Comer não entra na conta pois em geral é justamente um dos focos dos eventos. E esse ritmo muitas vezes me cansa.

Eu acho que sempre fui um pouco assim, mas como eu atualmente moro sozinho, acabei me acostumando a ter muito tempo sozinho e, quando preciso, buscar pessoas. Não o contrário.

Eu já falei sobre essa diferença de personalidade que eu em parte associo à mudança de idioma neste post.

Eu sempre me senti meio mal de tomar este tempo para mim, justamente por essa pressão social de estar o tempo todo “compartilhando momentos em família”. Mas esse ano, tendo ouvido bastante um outro podcast eu decidi tomar esse tempo para mim quando necessário, sabendo que é tão importante eu estar presente fisicamente quanto é importante eu estar disponível emocionalmente e com energia para transbordar e poder servir os demais.

Eu já fiz isso umas 3 vezes até agora e foi ótimo. Muitas vezes basta se afastar um pouco, colocar fones de ouvido e uma música ou podcast que gostamos, ou nem ouvir nada e usar simplesmente os fones como um escudo contra interrupções do seu tempo pessoal. Também vale meditar, respirar fundo… Eu gosto bastante de me alongar e pensar nas minhas intenções do dia.

Nem sempre é fácil – eu tenho ainda assim muitas tentativas de interrupções e tenho muitas vezes que ser quase grosso para poder manter e meu espaço, mas quando consigo tirar esse tempo e recuperar minhas energias plenamente, posso estar realmente presente e aproveitar ao máximo, dando 100% de minha presença e atenção aos demais.

Espero que essas reflexões possam ajudar a pensar, não só para quem mora fora e vive um pouco isso quando volta, mas para dar uma perspectiva diferente ao que vivemos e sentimos no período das festas de fim de ano.

 

Um comentário em “Férias no Brasil – Organizando com foco e intenção

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: