Renovação do Visto de Trabalho

Tudo bem gente? Estou conseguindo reequilibrar um pouco a vida e tentando tirar o atraso aqui do blog…

E como uma das propostas do blog é ajudar um pouco a esclarecer todas as dificuldades e minúcias administrativas da vida de expatriado na França, eu não posso deixar de comentar essa etapa tão crucial que é o pedido de renovação do Titre de Séjour. Como eu tento insistir o máximo possível, eu não sou especialista no assunto nem tenho nenhuma formação sobre isso. Eu apenas busco as informações por conta e tento captar sempre o máximo de detalhes para descrever as etapas aqui.

Enfim, o assunto de hoje é o pedido de renovação do Titre de Séjour, que no meu caso, é de assalariado (tem escrito “salarié” no tipo de visto). Como já expliquei num dos posts sobre o OFII, é um visto que já vale como primeiro título de estadia, então no pedido você já pode passar para a etapa de pedir um que vai valer por 2 ou 4 anos.

O site oficial para ter todas as informações legais é o service-public.fr e esse link é legal pois nas páginas associadas ele tem bastante informação sobre todo o processo, seja em CDD, CDI, e até mesmo o processo para iniciar os trâmites da imigração. Se você não estiver entendendo nada dessa sopa de letras faça uma pausa e leia este post aqui sobre os tipos de contrato de trabalho.

Outro link que vai ser útil é o da prefeitura do seu departamento e da região, onde vai ter os detalhes exatos sobre como fazer o pedido – o modo de marcar o dia, endereço, se tem algum documento específico além dos normais… Não sei até onde eles tem alçada para pedir documentos que não sejam os que constam em service-public.fr, mas é sempre melhor checar antes de aparecer lá e faltar algum papel.

O Pedido

A parte boa desse procedimento é que não é lá muito complicado. Fora os detalhes de quando pode fazer (três meses antes do fim do VLS-VTL) e da antecedência que precisa para conseguir uma data na prefeitura, não tem muito segredo.

Eu não entendi exatamente o porque mas, apesar de já ser um Titre de Séjour, eles contam o pedido após a duração do VLS-VTL como o primeiro pedido de Carte de Séjour, o que faz diferença nos documentos pedidos. É importante ficar atento e trazer tudo.

A listinha oficial do service-public.fr pede (acesso em 20/08/2018):

  1. Uma cópia do visto (com a vignette do OFII)
  2. Uma cópia do passaporte completa
  3. Certidão de Nascimento (com a respectiva tradução juramentada!)
  4. Se for casado, a certidão de casamento (com a tradução juramentada igualmente) e a carta de estadia ou o documento de identidade do cônjuge (se for brasileiro ou não francês, igualmente traduzido, a menos que esse documento já esteja em francês)
  5. Se tiver filhos, as certidões de nascimento (traduzidas) onde esteja marcada a filiação
  6. Comprovante de residência com menos de 3 meses
  7. 3 fotos (sempre no formato Photomaton!)
  8. A autorização de trabalho emitida pela DIRECCTE (formulários cerfa n°15187*02 ou cerfa n°15186*02 que te deram no OFII quando você foi buscar a sua vignette. Para entender melhor leia esse post aqui)
  9. Atestação de finalização do Contrato de Integração Republicana (além dos comprovantes que te deram no OFII, tem que levar a participação nos Módulos de Formação Republicana e o que comprova o nível de francês e/ou a participação no curso indicado no OFII)
  10. Atestado do médico do OFII (que também te deram na visita)

Na lista eles marcam também o Comprovante de Pagamento do selo fiscal (que é o modo de pagamento das taxas do OFII), mas ele só tem que ser entregue quando você for convocado para pegar o documento. Atenção, custa bastante caro – na data em que estou escrevendo 269 euros – então é bom já levar isso em conta e ir guardando para não ter uma surpresa.

Como podemos perceber pelo item 8, essa lista só vale se você ainda estiver no mesmo emprego para o qual recebeu a autorização de trabalho. Caso esse não seja o seu caso, os documentos mudam um pouco, mas sempre é necessário comprovar a situação de trabalho.

Fora isso não tem muito segredo não, é só levar lá toda a papelada e eles te dão em troca um “récépissé”. Esse documento prolonga o seu visto para caso a carta de estadia (se não captou, é o Titre de Séjour) não saia antes de terminar a validade dele. Como, em geral, essa carta de estadia não sai antes do prazo, é importante guardar com todo o cuidado esse récépissé, que é o único documento que comprova que o imigrante pode continuar na França…

Enfim, ele tem em geral duração de 6 meses, mas pode variar dependendo da afluência de pedidos. No meu caso, me deram um de 8 meses e me disseram que a Prefeitura está com muita demanda então os prazos estão maiores. Com esse papel você pode ir e vir na União Européia e voltar para o país caso saia da UE (por exemplo caso volte para o Brasil no período), mas existe um período máximo que o estrangeiro pode ficar fora do país sem descaracterizar residência (o que pode fazer perder o direito ao Titre de Séjour).

Fique atento: se o prazo do seu récépissé estiver acabando, peça um novo RDV na prefeitura para garantir que seu processo está andando e pedir um novo récépissé! Eu indico começar a pensar nisso uns 2 meses antes do final da validade para não ser pego de surpresa e ficar sem papéis.

Depois disso é só esperar a convocação para buscar o documento novo e pagar a taxa indicada. Como ainda não cheguei nessa etapa não posso explicar como funciona ainda, mas assim que vier a minha convocação explico tudo passo a passo aqui!

É isso aí pessoal, acho que dei uma boa explicada no processo, mas se eu esqueci alguma coisa comentem aí ou no Twitter para eu completar aqui!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: