OFII – Parte 2 – Passo a passo da visita

Oi gente, tudo bem?

Ainda na continuidade dos assuntos sobre o visto de trabalho, vamos detalhar o passo a passo até o dia da visita no OFII, levando em conta o procedimento mais longo, para assalariados ou cônjuges, já que ele conta com todas as etapas do procedimento para estudantes.

Ante da visita:

Etapa 1 – Visto (obtido no brasil)

Esta etapa deve ser feita, obviamente, ainda no país de origem. Se você já está na França, provavelmente já passou por uma inscrição no CampusFrance se for estudante, ou então pour uma longa jornada de obtenção de um visto de assalariado se estiver no segundo caso (o meu demorou quase seis meses para sair!).

Uma coisa que nem todo mundo sabe é que este primeiro visto, que em geral vale por um ano, é o que os franceses chamam de VLS-VLT (Visa Long Séjour Valant Titre de Séjour). O que essa salada de letras toda quer dizer? Basicamente que o seu visto de longa estadia também vale como seu primeiro título de estadia no país.

Se você está se perguntando se tem alguma diferença, a resposta é sim: de acordo com as diferentes regras européias e francesas, um Visto permite estadia e trânsito por até três meses. Acima disso, se você não possui uma nacionalidade européia, você precisa fazer uma solicitação de estadia (que será um Título de Estadia ou uma Autorização Provisória de Estadia dependendo do caso).

Assim, este visto VLS-VLT é um atalho no procedimento, pois você está automaticamente dispensado de fazer essa solicitação (durante o período do seu visto) se você seguir os próximos passos.

Etapa 2 – Envio do formulário ao chegar na França

No dia da recepção do visto, junto com seu passaporte você vai receber um formulário carimbado pelo consulado. Esse formulário deve ser guardado do modo o mais seguro o possível, pois sem ele você não consegue dar continuidade ao processo.

Este formulário deve preenchido e enviado para a sede regional do OFII dentro de um prazo que é a princípio de 10 dias a contar da sua chegada na França. A indicação é de preencher ao chegar ao país pois você deve preencher informações como local de estadia e data de chegada.

Ao enviar o formulário, não se esqueça de enviar por carta registrada com aviso de recebimento (LRAR), é uma segurança a mais pra você. Eu pessoalmente tirei um xerox e também salvei um PDF pra garantir.

Liga a música de sala de espera

Uma vez enviado o formulário, vem um período de espera que em geral causa desespero nos recém-chegados. Tecnicamente, o OFII tem um prazo de 3 meses após o recebimento para entrar em contato, mas é comum demorar mais, especialmente em anos em que haja um grande afluxo de refugiados ou outros imigrantes na região. A dica é não desesperar, mas também não esquecer.

Eu pessoalmente fiquei bastante preocupado quando passou de quatro meses e fui na prefeitura do meu departamento perguntar se eles podiam me dar alguma iinformação. Lá, eles me disseram que apenas o OFII regional podia fazer isso, e que, ao que eu dava a entender do meu caso, eu não tinha que fazer nada além de esperar. Não contente com essa resposta, eu tirei um dia de folga e fui até essa sede regional para perguntar como estava o meu processo.

Ao chegar lá descobri que eles já tinham enviado uma carta que eu nunca recebi! A atendente parecia no entanto calma, e apenas me disse que ia remarcar mas que isso poderia demorar mais até 3 meses. Ela também me indicou que, se a validade do meu visto estivesse chegando (entenda-se 2 a 3 meses) eu deveria passar na prefeitura e pedir um ‘Récépissé’ (algo como ‘Recibo’ mesmo) que diz que eu estava aguardando o OFII.

Apesar de não ser nenhum especialista, eu indico que se sua carta não chegar em até 3 meses pode ser uma boa idéia ir até a sede Regional do OFII pra mostrar que você está interessado no seu processo e saber se ainda vai demorar. Em geral as pessoas nesses escritórios estão acostumadas a falar com estrangeiros.

Etapa 3 – Visita do OFII (avaliação médica, entrevista individual, assinatura do CIR, e finalmente selo “vignette”)

Uma vez em posse da carta, você vai ter uma lista de documentos a separar, uma radiografia e uma visita agendada, além de uma taxa a pagar – achou que ia sair de graça? Jamais.

Preparação da visita

Para preparar a sua visita, siga as instruções da carta. Para ajudar um pouco, eu vou listar aqui o que é necessário. Mas não deixe de ler a carta por inteiro caso o procedimento tenha mudado ou seja diferente para a sua região.

  • Passaporte
  • Uma fotografia com rosto descoberto (do mesmo formato que a do visto – não é o formato 3×4, os franceses usam um formato 35mmx45mm e com alguns detalhes sobre fundo e tamanho do rosto)
  • Um comprovante recente (menos de 3 meses) de residência na França (fatura de energia, gás ou água, recibo de aluguel, recibo de aluguel, ou então uma atestação de alojamento – nesse caso não se esqueça de colocar junto um comprovante de residência e de identidade da pessoa que está assinando a atestação).
  • Selos das taxas administrativas indicadas no documento. (na data em que escrevo este post, 60 euros para estudantes e 250 para assalariados, mas o valor estará sempre atualizado na carta e no site do próprio OFII )

Apenas para completar, o próprio governo francês disponibiliza um modelo de Atestação de Alojamento.

Além destes documentos, eu tenho uma listinha pessoal de coisas que podem ser úteis pra te facilitar a vida e agilizar sua visita:

  • Se você já tem um diploma de francês, leve-o. Com um nível acima de A1 (qué é o mínimo do mínimo pra poder continuar na França) comprovado, você é dispensado do teste. Para quem pretende concorrer à nacionalidade, será necessário um nível B2, que pode ser comprovado com um TFI ou DELF. Ambos testes podem ser aplicados no Brasil, pela Aliança Francesa.
  • Carteirinha de vacinação. Apesar de parecer estranho num primeiro momento, ela é crucial durante a sua visita médica. Os franceses são bastante preocupados com relação ao calendário de vacinação, então se você ainda não verificou suas vacinas, faça isso o mais rápido possível! O ideal é já chegar lá sabendo o nome das vacinas em francês e as correspondências. Seu médico ‘traitant’ poderá te ajudar com isso e indicar as vacinas que estiverem faltando.
  • Diploma traduzido. Durante a entrevista com o auditor, ele poderá te indicar como fazer a validação do diploma para facilitar sua busca de emprego. Caso já tenha um diploma validado, isso será mais um comprovante da sua integração na França.
  • Se estiver trabalhando, pode ser útil levar o último holerite. No meu caso não foi necessário pois foi a empresa que deu entrada no meu pedido de visto, mas se esse não é o seu caso pode ser útil comprovar sua estabilidade financeira e situação de trabalho.

4. A visita em si:

Radiografia do pulmão

Geralmente no mesmo dia, podendo ou não ser no mesmo lugar. É super rápido, você faz a radiografia numa sala e na outra já recebe uma cópia pra levar pra visita médica.

Avaliação de Saúde

O objetivo da visita é fazer um check up e ver se não tem nenhum problema grave com o pretendente à estadia na França, para garantir sua integridade física. Além de verificar se a pessoa já está em dia com o sistema de saúde francês e indicar onde conseguir apoio se necessário.

As perguntas vão obviamente variar de médico para médico, mas todos eles vão verificar a radiografia feita mais cedo, sua carteirinha de vacinação, e perguntar da sua Sécurité Sociale.

Algumas outras perguntas recorrentes são sobre doenças preexistentes, antecedentes familiares de algumas doenças e comportamentos de risco. Não se surpreenda se perguntarem você pratica algum tipo de esporte e se está adaptado à alimentação. De acordo com a sua idade podem também querer explicar sobre prevenção à DSTs.

Ao final da visita o médico vai te dar um Parecer Médico em duas vias, uma deverá ser guardada e a outra entregue ao Auditor do OFII durante a entrevista. Esse documento deverá ser armazenado teoricamente para sempre e poderá ser solicitado por seu empregador, então guarde com carinho.

Teste de nível de francês

Novamente, o objetivo aqui é verificar as suas necessidades de integração, e não impedir sua estadia.O nível mínimo para esta etapa é A1, então o teste é bem rápido (na minha região, 20 minutos).

O teste não tem caráter eliminatório, e serve simplesmente para determinar a necessidade de um curso entre os oferecidos pelo OFII. Conforme os resultados, a pessoa pode ser obrigada a fazer um total de 50, 100, 150 ou até 200h de curso de francês para garantir sua integração linguística.

Conversa com Auditor do OFII

Para avaliar sua situação pessoal, um auditor do OFII será o responsável por verificar globalmente sua integração e indicar os próximos passos. É ele quem te indica quais os próximos passos, quais suas obrigações e ele poderá tirar suas dúvidas sobre as próximas etapas (Carta de Residência, outro Título de Estadia ou então o pedido de Naturalização).

Nesse momento eles também falam sobre o procedimento para obtenção da Carteira de Habilitação francesa.

Ele vai compilar os dados do seu teste de línguas e parecer médico para elaborar o Contrato de Integração Republicana. Esse contrato, que vamos abordar mais pra frente, é o pré-requisito para você fazer o pedido dos seus próximos títulos de estadia, residência ou até a naturalização.

Selo do OFII

Após tudo isso, o auditor vai colar no seu passaporte um selo (a famosa Vignette de l’OFII) que é o que comprova que você está em dia e que seu Visto realmente vale para até o prazo de validade.

Nesse momento você já pode trocar a Carteira de Habilitação do Brasil pela francesa se quiser (isso deve ser feito até um ano após sua chegada, senão você tem que passar por todo o processo na França!)

 

Aguarde os próximos posts para saber mais sobre o Contrato de Integração Republicana e as próximas etapas do primeiro ano na França!

Como sempre, temos links:

2 comentários em “OFII – Parte 2 – Passo a passo da visita

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: