As etapas do pedido de Visto de Trabalho na França

Oi gente, tudo bem?

Essa semana vamos detalhar as etapas pelas quais eu passei para conseguir meu visto de trabalho para a França. Esse é o primeiro post de uma série que vai explicar cada etapa do pedido desse visto, e das formalidades obrigatórias ao longo do primeiro ano no país.

As grandes etapas pelas quais eu passei são:

  • Obter uma vaga (eu consegui ainda no Brasil)
  • Autorização de Trabalho
  • Pedido de Visto
  • Visita no OFII
  • Contrato de Integração Republicana (CIR)
  • Por fim, o pedido da carta de residência ou estadia

Obter uma vaga

No meu caso aconteceu no Brasil, mas se você estiver com algum outro tipo de visto ou carta de estadia que permita a troca por um visto de trabalho, isso pode acontecer já na França.

No site jafezasmalas.com tem um post bem detalhado com algumas coisas que eu também pretendo detalhar mais pra frente.

Autorização de Trabalho

O organismo que avalia a regularidade do seu pedido de Autorização de Trabalho é a DIRECCTE (Direção Regional das Empresas, da Concorrência, do Consumo, do Trabalho e do Emprego), o famoso orgão que verifica que “a empresa não poderia contratar um francês para fazer o trabalho”. Eu imagino que não seja bem essa a verificação, mas é uma fórmula que ouvimos bastante quando se fala de outros países como o Canadá e os Estados Unidos.

Dentro desse órgão, o prazo oficial é entre 15 e 45 dias úteis (sendo que o prazo legal é de no máximo 2 meses). Não se desespere se demorar mais do que isso, afinal o prazo só começa a contar depois que seu pedido é considerado “completo”, o que pode demorar vários vai-e-vem de informações com a empresa. Sempre vale a pena manter contato com a empresa e ir perguntando de tempos em tempos como está o processo.

Pedido de Visto

Uma vez que sua autorização sair (YEY!), você tem que agendar uma visita no consulado. Como muitas vezes o prazo para essa visita é meio longo, faça o agendamento o mais rápido o possível, e pense em avisar seu futuro contratando quando você tiver a data e explique o tempo que demora depois da visita (em média entre 15 dias e 1 mês).

Pedido no Consulado da França no Rio, em São Paulo ou no Recife.

Visita no OFII

A próxima etapa acontece depois que você estiver na França. No consulado, quando for buscar o visto, você vai receber um papel timbrado, que você deve completar e enviar assim que chegar na França. Esse formulário permite sinalizar ao OFII (Ofício Francês da Imigração e da Integração) que você chegou e que eles podem dar seguimento ao seu processo.

Dentro de 1 a 3 meses normalmente (esse prazo pode se estender dependendo da sua região e do ano), você vai receber uma carta com as informações sobre a sua visita do OFII.

Atenção, para comparecer a essa visita você deve juntar vários documentos e pagar uma taxa em selos fiscais. A taxa vai variar com o tipo de visto, sendo que para o Visto de trabalho custa 250 euros. (em 11/03/2018) Separe esse tinheiro desde o início para não ter uma surpresa ruim na hora que receber a carta.

Nessa visita, que vamos explicar num futuro próximo, você vai, entre outras etapas, assinar um Contrato de Integração Republicana a cumprir e receber um selo no passaporte.

Este selo (chamado Vignette de l’OFII) confirma a validade do seu Visto pelo período indicado. Essa mesma etapa é válida para todos os vistos de mais de 3 meses, chamados de “longa estadia” aqui na França. A partir do momento em que você tiver esse selo, já pode pedir a troca da Carteira de Habilitação, e agora sua vida depende da Prefeitura.

Contrato de Integração Republicana (CIR)

Esse documento, que você assina na entrevista do OFII, é a última etapa antes do pedido de carta de estadia /residência. Você deve comprir algumas obrigações junto a Prefeitura de sua região durante esse primeiro ano e, uma vez feito isso, poderá seguir com sua estadia na França.

Num próximo post explicarei os detalhes desse contrato, listando as obrigações de cada parte (sim, a Prefeitura também tem algumas obrigações) e as condições de ruptura – para você estar ciente e não correr o risco de cair numa roubada e perder o visto.

Alguns links úteis sobre o assunto:

8 comentários em “As etapas do pedido de Visto de Trabalho na França

Adicione o seu

    1. Oi Deborah!

      Tudo bem? Espero que o conteúdo tenha sido útil!

      Sempre é importante lembrar que os documentos a serem levados dever ser confirmados pelo consulado. Você vai receber uma lista, ou então deve procurar na página equivalente ao seu tipo de visto na época em que pedir, pois estas listas evoluem ao longo do tempo.

      Agora, se é para ter uma idéia só, existe uma lista no link que eu indiquei no post: https://www.jafezasmalas.com/trabalhar-na-franca/

      Abraços!

      Curtir

    2. Boa tarde Heitor, sou soldador e acabei de conseguir um trabalho no interior da França passei na entrevista por Skype e deu tudo certo.
      Agora vem a parte chata,
      A empresa quer que eu va o quanto antes, minha pergunta é posso ir trabalhar durante esse processo da Dereccte e quando sair a permissao eu retorno para o Brasil e pego o visto de trabalho e entao retorno a frança legal?
      Seus videos me ajudou muit… obrigado e rumo a França!

      Curtir

      1. Oi Alberto,

        Em primeiro lugar, parabéns pelo novo trabalho! Espero que tenha muito sucesso =]

        Até onde eu consigo interpretar – e sempre vale lembrar que nenhum conselho ou dica que eu dou aqui tem o carimbo de um orgão ou especialista, é só a minha própria leitura e experiência que eu posso colocar – não é legal iniciar no posto antes de ter a autorização de trabalho.

        Além disso, até onde eu tenho informação, trabalhar com um visto de turismo é proibido.

        Acho que existem duas saídas legais :
        Esperar o procedimento de autorização de trabalho
        Entrar no país com algum outro visto que permita ter uma atividade remunerada (como o visto férias-trabalho por exemplo)

        Espero ter ajudado, e coragem nesta nova etapa!

        Curtir

  1. Bom dia Heitor, no site do consulado eu nao acho a categoria de visto pra trabalho quando voce ja possui a permissao de trabalho. So existe a categoria ferias etrabalho mas nao é o meu caso. Quando voce fez o pedido voce entrou em qual categoria?

    Curtir

    1. Oi Luana, tudo bem?
      Então, quando você faz o pedido de visto Assalariado (Salarié), para pedir o rendez-vous não precisa explicitar qual o tipo.

      A lista exata de documentos vai depender do tipo de autorização de trabalho que você tiver. Eu na época mandei um e-mail para o consulado da minha região a partir do formulário no site.
      Como eu já indiquei todos os dados, eles sabiam qual era o meu dossier e me responderam rapidinho.
      Eles mandaram a lista dos documentos que precisava, e também os links dos sites (que são os mesmos que eu coloquei no post).

      Espero ter ajudado, e que o blog tire algumas das suas dúvidas.

      Boa sorte em suas démarches.

      Abraços!

      Curtir

  2. Olá Heitor, tudo bem?

    eu estou no meio do processo de obtenção do visto para trabalho na França. A empresa já deu entrada nos documentos. Enviei e-mail ao consulado no Brasil para saber como funcionariam os próximos passos e eles me responderam o seguinte:

    “Os procedimentos para obtenção de visto de trabalho iniciam-se por meio da empresa ou da pessoa contratante na França junto às autoridades francesas. Após finalizados os trâmites por lá, o Office Français de l’Immigration et de l’Intégration (OFII) encaminha o dossiê do interessado ao Consulado responsável (por sua circunscrição de residência) para que este o convoque (por email) a se apresentar para obtenção do visto”

    A minha dúvida é sobre o agendamento da data no consulado no Brasil. São eles que me fornecerão uma data ou sou eu quem devo agendá-la? Pelo seu vídeo entendo que eu devo agendar, mas pela resposta do consulado, entendo que eles me darão uma data.
    Gostaria de saber para que eu possa programar minhas férias com minha família antes de ir para a França.

    Obrigada,
    Yara

    Curtir

    1. Oi Yara, tudo bem?

      Por aqui ótimo, organizando idéias novas para o blog ano que vem =]

      Então, no meu caso eles avisaram que já tinham recebido a documentação e que eu já podia pedir uma data para um RDV.
      Não sei se é assim sempre, mas no que veio para mim eles me convocaram sim – mas “convocaram a agendar” uma data, e não para uma visita direto.

      Deu para entender a diferença? Não sei se fui claro, mas se não fui avise.

      No meu caso, eu dei sorte de ter uma data próxima, mas fique de olho nos agendamentos para se organizar direitinho.

      Espero que dê tudo certo para você!
      Boa sorte e um grande abraço!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: